Meus amigos

Mostrando postagens com marcador CULINÁRIA DO PARÁ. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CULINÁRIA DO PARÁ. Mostrar todas as postagens

domingo, 5 de fevereiro de 2017

COISAS DO PARÁ

Caros amigos...A cozinha paraense é a mais rica, mais autêntica e mais exótica do Brasil. Senão, vejamos: do mesmo modo, como há séculos atrás nossos ascendentes índios temperavam suas comidas, assim hoje o fazemos. Durante a colonização, sofremos a influência de várias culturas, do oriente ao ocidente, o que resultou numa miscelânea de temperos e o toque de cada cultura na nossa culinária. Usamos o nosso tradicional tempero, o cheiro-verde, que nada mais é do que um buquê de coentro, cebolinha, alfavaca, chicória, de quebra sempre vem algumas pimentinhas-de-cheiro, pequenas e inofensivas bolinhas amarelas, mas extremamente picantes, cuidado!!Nossa cozinha tem algo de distantes  países, como a Tailândia, e outros mais, evidenciando que por estas paragens andaram personagens que deixaram suas marcas.Como foi? Não importa, isso é questão para os nossos historiadores, apaixonados por esta nossa terra rica de detalhes e curiosidades responderem.O fato é que aí está, uma longa relação, encabeçada pelos nossos mais famosos pratos típicos, que não só são servidos em ocasiões especiais, mas no nosso dia-a-dia: Maniçoba, Pato no tucupi, vatapá paraense, caruru, Casquinha de muçuã,tacacá, camosquim,inúmeros pratos de peixes da região, o insuperável Filhote no leite de coco, nossas moquecas, caldeiradas.
Sobremesas, sucos, sorvetes, doces, biscoitos duma lista interminável de frutas da região, vinhos, compotas, bolos, que só existem aqui, enfim, sei que vou pecar por esquecimento, pois são tantas as diversidades, que a memória nos falha.Mas, na medida do possível, postarei em CULINÁRIA DO PARÁ, tudo o que possa conseguir, em receitas de minha autoria, como de diversos e famosos culinaristas de nosso estado do Pará.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Risoto de tucupi com jambú e camarão

No domingo dia 13 de outubro, comemora-se em Belém do Pará a festa de Nossa Senhora de Nazaré e nesse dia é costume do belemense preparar pratos típicos da terra, embora eles sejam preparados o ano inteiro em diversos eventos e nas barraquinhas de comidas típicas, nesse dia eles tem um sabor diferente, é o Natal dos paraense, a culinária é extensa e procuro aqui, algumas variações, espero que gostem.

Modo de fazer: Ingredientes:3 colheres de sopa de óleo, 2 dentes de alho picados, 1 cebola média picada, 300 gramas de arroz parbolizado, 2 colheres de chá de sal, 1 maço de jambu e uma folha de louro, 1/2 litro de tucupi, 300 gramas de camarão rosa ou médio, 1 pitada de açúcar para eliminar a acidez do tucupi.

Modo de preparar: aquecer uma panela e colocar óleo, cebola e o alho. Junte o arroz, lavado e escorrido e deixar refogar, mexendo sempre por 2 minutos. Em seguida, acrescentar o tucupi e mexer um pouco. Colocar o camarão, o jambu previamente cozido e o louro. Juntar o sal e o açúcar e deixar no fogo médio por 5 minutos. depois baixar o fogo, abafar com a tampa e deixar secar. Pode-se ainda decorar o prato com folhas de jambú, camarões e tomates cortados em leques. Dá para 2 porções.

sábado, 22 de março de 2014

Pirarucu ao molho de castanhas

Uma receita com pirarucu, peixe da região amazônica,fresco ou salgado, presta-se a inúmeros pratos. É considerado o " bacalhau da Amazônia ".
Ingredientes: 1 kg de pirarucu, 2 copos de leite de castanha-do-pará, 1/2 kg de batata, 300 g de cenoura,cortadas em cubinhos e cozidas "al dente" 100 g de azeitona sem caroço, 2 tomates, 1 cebola média, 2 pimentões, verde e amarelo, 2 dentes de alho, cheiro verde, cebolinha e azeite de oliva extra-virgem, pimenta-do-reino, 2 colheres de vinagre de maçã.
Modo de preparo: Refogar os temperos no azeite e acrescentar pimenta-do-reino e o vinagre.Depois colocar a batata e a cenoura.Junte a as azeitonas,uma pitada de sal e a metade do leite de castanhas.Deixar ferver um pouco e colocar o peixe, o resto do leite e mais um pouco de azeite e ferver por 30 minutos. Caso deseje, pode enfeitar o prato com rodelas de ovos cozidos em volta do prato.Servir com arroz branco e vinho branco.
OBS: se usar o peixe salgado, dessalgar de véspera, cortando o peixe em postas pequenas.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Vatapá paraense

Ingredientes: l quilo de camarão seco, leite de 2 cocos médios, amido de milho para engrossar, temperos: cebola em pedaços miúdos  tomate cortadinho, pimenta verde paraense, cheiros-verde, chicória, alho (opcional),1 colher de sopa de vinagre de maçã , óleo  azeite de dendê, jambú.
Modo de fazer: deixe os camarões de molho na água para tirar o sal e descasque-os deixando alguns para ornamentar o prato. Refogue o camarão com todos os temperos no óleo, colocando uma xícara de água para cozinhar. Reserve. Numa panela, coloque o leite de coco com o amido de milho já dissolvido na água, conforme você queira a espessura da massa. Mexa até engrossar, Coloque o camarão refogado  deixe no fogo para tomar gosto,sempre mexendo com colher de pau. Sirva com o jambú, previamente cozido em água e sal e os camarões reservados. Caso a massa fique muito espessa, coloque leite para afinar mais, ainda no fogo. Mexa e deixe ferver mais um pouco.Tempere com o azeite de dendê conforme seu gosto. Sirva com arroz branco e  molho de pimenta-de-cheiro.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

PIRARUCÚ AMAZÔNIA

Eis aqui uma receita com o nosso "bacalhau da Amazônia", o pirarucú. Salgado ( e como!!), presta-se a inúmeras receitas, desde em cozidos, pratos ao forno, bolinhos, etc.Posteriormente criarei uma seção, onde explicarei as características deste e de outros peixes desta região imensa.
Ingredientes: meio kilo de pirarucú, 2 batatas grandes e cozidas, 2 cenouras cozidas, tomates, pimentão, cebola, salsa e azeite português, para refogar, se gostar, ponha um dentinho de alho, queijo ralado, 1 vidro de leite de coco pequeno, 1 lata de creme de leite, 3 gemas e 3 claras em neve e 3 colheres de sopa de farinha de trigo, 1 colher de sopa de manteiga, 1 colher de chá de fermento, sal.
MANEIRA DE PREPARAR: Ponha o peixe de molho na véspera.Escorra e afervente.Desfie o peixe e deixe escorrendo. Depois de seco, refogue com os temperos, menos a cebola.Na panela, coloque uma colher de manteiga, junte a cebola picada e deixe fritar até ficar dourada, retire do fogo, junte o leite de coco com 2 colheres de trigo e uma pitadinha de sal.Volte ao fogo,mexendo bem com colher de pau,quando engrossar, retire e coloque a as 3 germas de ovos, junte o creme de leite, mexendo bem. Coloque em um pirex grande, as camadas de legumes, creme e  pirarucú, alternando. Por cima coloque as claras batidas em neve, com uma pitada de sal e uma colherzinha de fermento, polvilhe queijo ralado em toda a forma e leve ao forno médio para gratinar.Decore com flores de tiras de tomate, azeitonas ou conforme o seu gosto.

sábado, 13 de outubro de 2012

Pato no Tucupi

PATO NO TUCUPI
INGREDIENTES : 3 kg de pato, 6 litros de tucupi, 6 maços de jambú, 1 maço de alfavaca, 1 maço de chicória regional, 7 dentes de alho, caldo de 5 limões, 1/4 de litro de vinho branco.
Preparo dos patos:Lave os patos em água corrente. prepare um vinha d'alho com o caldo dos limões,o vinho branco, o alho bem socado, sal á gosto e deixe os patos de um dia para o outro na geladeira. Asse os patos, cobertos com papel alumínio no forno médio por 90 minutos.Enquanto isso, em uma panela grande e alta, coloque para ferver o tucupi com 2 pimentas de cheiro, 3 dentes de alho, alfavaca, chicória e sal á gosto. Após os patos esfriarem, cortá-los cada em 4 pedaços.Em uma panela coloque 2 litros do tucupi já temperado e ferva os patos até ficarem macios.Desosse e tire a pele dos pedaços do pato.Cozinhe o jambú, já escolhidos os talos e descarte as flores. Lave em bastante água.Escalde as folhas do jambú em água fervente com um pouco de sal. Escorra e reserve.Numa terrine de barro ou de cerâmica branca, coloque os patos, cubra com o jambú e o restante do tucupi. Para o molho de pimenta que usa-se para servir com o pato, coloque pimenta de cheiro á gosto, amassadas ou socadas, 1 dente de alho socado e uma concha de tucupi quente.Este prato é servido com arroz branco, farinha de mandioca regional e o molho de pimenta acima, mas se vc não for apreciador de pimenta, pode comer sem ela.O sabor do jambú é levemente ardido, uma característica singular deste vegetal, rico em ferro e  cicatrizante.
O tucupí é um líquido amarelo, extraido da mandioca brava, fermentada e torcida num espremedor de palha, chamado de tipiti.